quarta-feira, 24 de abril de 2013

Viajando com seu Pet

Feriados, finais de semana e férias são sempre uma oportunidade para viajar com a famíliatoda, incluindo o seu animal de estimação.
O artigo 235 do Código de Trânsito Brasileiro, que caracteriza a condução de animais na parte externa do veículo  como infração grave (cinco pontos na carteira) e passível de multa e retenção do automóvel. Significa que é proibido levar o cão pela guia, por exemplo, de dentro do carro em movimento, ou mesmo em caixa ou gaiolas sobre o teto do veículo.
O artigo 232 do Código, prevê que o motorista pego segurando animais à seu esquerda, no colo, entre os braços ou as pernas, no momento que estiver dirigindo, incorrerá em infração média e também levará multa. Isso porque qualquer movimento do animal pode atrapalhar a visão do motorista, provocando um possível acidente.
Qual a forma mais adequada de levar seu melhor amigo(a)?
No carro vai depender do comportamento dele. Os GATOS, realmente devem ser transportados em caixas específicas e o tamanho ideal. O tamanho ideal é aquele em que o animal consegue entrar e virar sozinho lá dentro. Os CÃES, podem adaptar a cinto de segurança e à cadeirinha, pois se forem muito agitados talvez não gostem de ficar fechados em caixas. Lembrar de transpostar tanto cães e gatos no banco de trás.

Em viagens de ÔNIBUS, as empresas geralmente exigem guia de vacinação e comprovação de bom estado de saúde via atestado de sanitário, emitido por Médico-Veterinário. Os animais podem ser transportados na cabine em seu proprietário, sempre dentro de caixas específicas para esse fim ou então em compartimentos especiais que tenham ventilação, iluminação e segurança, garantindo o seu bem-estar. Vale a pena entrar em conatato com as empresas de ônibus.
Viajando de AVIÃO. Para transportar animais em aeronaves, os cuidados são redobrados. Cada empresa possui uma política. Geralmente estão em seus sites.
Na Gol, o transporte aéreo de animais vivos pode ser feito como carga ou então como bagagem em embalagens apropriadas de devidamente identificadas, como é o caso de cães e gatos de até 30Kg e a partir de quatro meses, com exceção de algumas raças, entre outros requesitos que devem ser devem ser cumpridos. Os demais animais só são transportados pela Gollog e os donos devem ficar atentos, pois não são feitas reservas para o transporte de animais vivos ao finais de semana e feriados.
Na Azul, existe o Pet na Cabine, ou seja, o animal vai pertinho do dono dentro da cabine da aeronave. Mas, o benefício só é possível se o peso total (animal + container) for, no máximo, de 5Kg. São permitidos apenas três animais domésticos (cão e gato) por voo, com mais de quatro meses de idade e em embalagem apropriada com dimensões específicas e piso interno revestido com material que contenha e absorva urina e fezes, evitando vazamento durante o transporte.
Na Tam, cães e gatos são aceitos na cabine de passageiro caso o peso total (animal + container) não ultrapasse 10Kg. E os mesmos procedimentos como caixa apropriada, atestado sanitário etc......



Postar um comentário