segunda-feira, 19 de março de 2012

Pets Auxiliam no tratamento da AIDS

Pets auxiliam no tratamento de mulheres com AIDS.

dog1
Cuidar de cães e gatos faz com que pacientes tenham um maior comprometimento no tratamento da doença.


Achei interessante está reportagem, pois mostra como os pets estão preenchendo cada vez mais lacunas em nossas vidas. Estão ocupando espaços antes jamais pensados por nós.

"Que cães e gatos são ótimos companheiros e estão com seus donos nos momentos bons e ruins, todo mundo sabe. Pets têm um impacto tão positivo na vida das pessoas, que exercem também o papel de terapeutas. São levados a hospitais e asilos e dão alento a aqueles que mais precisam de atenção e carinho.


E uma nova pesquisa da Escola de Enfermagem Frances Payne Bolton, da Universidade Case Western, em Ohio, constatou que ter um cão ou um gato também ajuda mulheres portadoras de HIV a lidarem melhor com a doença. Esses amigos peludos dão o suporte e prazer que as auxiliam a ter um maior comprometimento com o tratamento e uma vida mais saudável.

De acordo com a professora de enfermagem e autora da pesquisa, Allison R.Webel, “pets podem ser um ótimo suporte para pacientes que tem de conviver com doenças crônicas”.

Bichinhos de estimação têm um papel central na organização das tarefas diárias de mulheres com AIDS, descoberta que deixou Webel um tanto quanto surpresa.

A pesquisadora descobriu o quão valiosos os animais podem ser quando perguntou a 48 mulheres como elas permaneciam saudáveis.
“Pets – em especial cães – deram a essas mulheres o sentido de suporte e prazer”, diz a pesquisadora. “Cachorros sabem quando estamos de mau humor; ele sabe que estou doente, e em todo lugar que eu vou, ele vai junto.

Ele quer me proteger”, afirma uma portadora de HIV. Mas quem tem um gato também compartilha da mesma opinião. “Quando estou com dores e me sentindo mal, ele está perto de mim.”, diz outra paciente.

O estudo é focado em como pets ajudam mulheres portadoras de HIV, mas Webel afirma que ter um animal de estimação pode ajudar pacientes com outras doenças crônicas".
Fonte: Portal Pet Mag - acesso 190/03/2012 


Postar um comentário